Dor de Garganta mitos e verdades

07/05/2013 14:56

Veja a matéria completa da revista saúde um pouco sobre mitos e verdades sobre a dor de garganta.

 

http://saude.abril.com.br/edicoes/0337/medicina/arranha-garganta-629439.shtml?origem=home

 

 

Quando tirar as amígdalas

A Academia Americana de Otorrinolaringologia atualizou um guia sobre o assunto. A recomendação é só extrair essas estruturas em crianças em casos de infecções muito graves. "Nessa fase da vida, elas funcionam como importantes escudos", avalia Monica Menon. "Já nos adultos, perdem parte de sua função. Portanto, se houver algum problema crônico, costuma-se optar por removê-las", pondera.

Mitos e verdades sobre a dor de garganta

Ela pode evoluir para conjuntivite 
Verdade: Os micro-organismos que atacam a faringe não têm preconceito: eles afetam qualquer mucosa, inclusive a dos olhos. Por isso, quando estiver doente, não ponha as mãos na boca e, depois, perto das pálpebras.

Tomar sorvete causa dor 
Mito: No máximo, alimentos e bebidas geladas constringem os vasos, dificultando a chegada de células de defesa. Isso, todavia, não gera irritação por si só.

Beber água ajuda a prevenir e a tratar o desconforto 
Verdade: O tal muco é composto de 95% de H20. Na falta de líquido, essa barreira natural se torna espessa e, portanto, menos eficaz. Está aí outro argumento para não ficar com sede.

Gargarejo com água morna, sal e vinagre combate os micro-organismos 
Mito: Misturas como essa alteram o pH da garganta. Como é sensível à acidez, ela pode até se irritar com o enxágue, o que só serve para piorar a infecção.

Sair de um ambiente quente para outro frio e seco sem se agasalhar gera mais dor
Verdade: Essa troca resseca o muco protetor. Desidratado, ele não intercepta as partículas nocivas, que passam a agredir o local. Um casaco atenua a mudança brusca de clima.

Dor de garganta não é contagiosa 
Mito: Como geralmente decorre de vírus ou bactérias, que transitam de uma pessoa a outra pelo ar ou por um aperto de mãos, ela pode passar, sim.